Geral

Durante a madrugada

Eram duas da manhã, ambos estavam sem sono. Os dedos continuavam entrelaçados e olhavam um para o outro. Ela se sentia tão bem com ele, uma paz nunca vista antes. Só havia um medo naquele momento, o medo de um dia ele partir. No fundo já havia imaginado isso varias vezes e sempre sentia uma pontada de dor ao relembrar seus pensamentos. Ele a olhava com tanto carinho, sentia por ela algo único, uma sensação de aconchego, um misto de sentimentos.

– Suas mãos macias nas minhas, seu cheiro, seu toque, tudo tão perfeito como um dia imaginei. Pensou ele, com os olhos fixos nos dela.

Ela sentou-se na cama, mexeu nos cabelos, olhou para ele e sorriu. Ele sentiu seu corpo estremecer. Jamais garota alguma tinha exercido um poder tão forte sobre ele. Naquela garota havia algo diferente, algo que o deixava enfeitiçado.

–São seus olhos. Pensou, olhando dentro dos olhos negros dela. Sua pela branca combinava com o tom do cabelo e o negro dos olhos. Vestia apenas uma camisa branca que ele a dera minutos antes de se deitarem ali. Ela o olhou e disse:

– Não sei o que tanto olha em mim, me sinto envergonhada. Estou despenteada?

– Claro que não. Você está perfeita, parece até uma pintura ou uma miragem. Não creio que sou merecedor de tamanha beleza.

-Acho que agora estou vermelha.

– E está ainda mais linda.

Ela sorriu, colocou o cabelo atrás da orelha e deu-lhe um beijo, mas não um beijo qualquer. Havia cumplicidade entre eles e muito carinho naquele encostar de lábios. Deitou ao lado dele e falou baixinho:

– Tenho medo de você me deixar, de partir numa daquelas viagens malucas que você me disse que fizera há muito tempo atrás.

– Jamais faria isso. Andei o mundo todo, vi coisas que jamais desejei ver, vi coisas lindas mas agora que encontrei meu lugar, não preciso mais dessas aventuras. Meu lugar é aqui ao teu lado.

Nesse momento ele apertou sua mão, puxou-a para perto e se abraçaram. Aquela atitude fez com que os medos dela desaparecerem e ela então decidiu viver aquele momento intensamente, pois sentiu naquelas palavras uma verdade autentica e teve certeza de que ele jamais a deixaria.

Por: Yasmin Alves

6 comentários em “Durante a madrugada”

Participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s